5. nov, 2016

GÁS E PETRÓLEO NO MARANHÃO

 

               ( Agenor Santos)

 

Com a decisão do governo federal que tirou a exclusividade da Petrobrás na exploração do petróleo O Conselho Nacional de Política Energética aprovou resolução que autoriza a Agência Nacional de Petróleo,  a realizar a 13ª rodada de licitações para extração de gás no país. E a Bacia do Parnaíba  em  Mirinzal do Norte, (base terrestre) será contemplada com as descobertas de  22 novos poços de gás natural. Em 2015 o Maranhão produziu 2 milhões de barris  m3,  com estimativa para 5 milhões em 2016.

 e gás. Eis que surge uma luz de esperança para o Maranhão, que possui vários poços fechados. Na Baia de São Marcos, em São Luis foi descoberta gigantesca reserva de petróleo  a ser transformada  em divisas para o bem-estar da economia nacional e geração de empregos e renda. Mas  para que haja uma transformação positiva de condições de vida dos brasileiros, principalmente dos maranhenses,  a  política retrógrada  deve  ser banida do nosso convívio.  A renovação humana é um imperativo da natureza, mas que exige a evolução de mentalidade aberta para corresponder com a expectativa dos menos favorecidos.

 

A Refinaria Premium que seria implantada no município de Bacabeiras, que não se concretizou precisa ser repensada. É bom ressaltar que o megainvestimento vai dar retorno seguramente, considerando o seu potencial em petróleo e gás natural. Empresas como  a OXG e  Panergy e Engepel/Perícia estavam aguardando licenciamento ambiental para perfurar poços de petróleo.

 

O  Maranhão tem muito a oferecer àqueles que estão dispostos a investir e ganhar dinheiro. O Porto de  Itaqui um dos maiores do mundo, com capacidade de atracamento de navios  de grandes calados, um corredor de importação e exportação de minérios e grãos; terras férteis e abundância de água.  Descubra, conheça e aposte seguramente num  estado rico até então desconhecido por muitos brasileiros e  estrangeiros.

 

 Que os nossos prepostos governantes  não  continuem a decepcionar os seus governados.  O Maranhão já deu o seu  primeiro passo, mas estamos longe de atingir o ideal, e espera de braços abertos empresas nacionais e multinacionais que participem das  licitações, e que os ganhadores do certame com certeza só  terão muito  o que   comemorar,  pois  vão contar com a contribuição de um povo hospitaleiro e trabalhador.

 

 

 

Agenor Boaventura dos Santos/Pedagogo/Pós-graduado

Em Docência Superior/Poeta

 

Blog agenorsantos.simplesite.com

 

 

E-mail: aggenor@hotmail.com