10. out, 2015

NA SACADA DO MEU AP - POESIA: Agenor Santos

Na sacada do meu AP

A contemplar o azul do Céu

Com mechas cinzas e brancas

A emoldurar o infinito

 

O Autor da obra-prima

Não esqueceu  dos ingredientes

Com a criação da gente

E outros seres vivos também

 

Que para a sobrevivência

Deixou sol e chuva também

Mar e rios com abundância

Com estradas nevegáveis

 

A facilitar o vai e vem

Dos que deles dependem

A arriscar a vida

Pela vida da família

 

Quantos têm perecido

Vítimas da forte maresia

Que castiga sem parar

Causada por vendaval.